Argumento

Porte de armas de uso restrito passa a ser crime hediondo, explica Eduardo Lopes

05/10/2017

O senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) relatou o PLS 230/2014, que classifica como crime hediondo o porte e a posse de armas de uso restrito, como fuzil, metralhadora e pistola. Ele fala do mérito e da tramitação o projeto e pede maior fiscalização para coibir a entrada de armas e munição no país.

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900 | Telefone: 0800 61 22 11