|. HOME .| -->

Corrupção e tráfico de crianças em adoções internacionais

Na Guatemala, casos comprovados de fraudes levaram
à suspensão de milhares de processos de adoção
(Foto: Casa Guatemala)

A Guatemala integra um conjunto de países, formado por Etiópia, Quirguistão, Vietnã e Haiti, onde fraudes — incluindo acusações de sequestro e venda de bebês — suspenderam as adoções durante meses e até mesmo anos.

O país da América Central enfrenta graves acusações de corrupção e tráfico de crianças, o que levou à suspensão das adoções internacionais em janeiro de 2008.

Na época, autoridades do país e o governo dos Estados Unidos prometeram que quase 5 mil casos já iniciados de adoções por casais norte-americanos seriam resolvidos imediatamente.

Atrasos burocráticos, inves­tiga­ções demoradas e trabalhos retardados pela falta de recursos deixaram centenas de crianças presas aos orfanatos durante todos esses anos.

Também o Camboja e o ­Vietnã são vistos como lenientes com fraudes e tiveram negadas adoções pelo Departamento de Estado dos EUA, que tenta pressioná-los a adotarem mecanismos de proteção.

A observação de regras mínimas, começando pela Convenção de Haia, poderia reverter a situação, garantindo que o interesse das crianças fosse realmente colocado em primeiro lugar, defende o Unicef.

Comentários
Faça seu comentário