PMDB



   Projeto Reviver
      Muitos pensam e por isso afirmam haver eu conquistado São Luis e o Maranhão. A realidade é o inverso: não fui eu quem conquistou aquela cidade e o estado, eu é que fui por ambos conquistado.Não fui eu quem prendeu, eu é que sou a presa. Tudo o que fiz ou venha a fazer terá ser visto em razão do fato de me haver rendido aos encantos daquela cidade do seu povo e às responsabilidades daquele Estado. Chegado aqui,  logo a cidade me considerou filho e me batizou CAFETEIRA;    logo o povo me chamou irmão e eu me senti escravo.      

      Misturei-me ao povo e me tornei um dos seus. Tentei  e consegui  ser tão maranhense quanto o mais maranhense. Na terra dos poetas faltava-me, todavia, a habilidade de fazer os versos e arrumar as rimas. E mais, amava São Luis. A vontade  de criar o poema ainda impossível agigantava a minha angústia.  A cidade fora pródiga comigo. Dera-me tudo e ainda soubera criar os poemas Isabel e Janaina que logo decorei para recitá-los na felicidade de meus dias e repeti-los na dureza dos combates para deles retirar as forças necessárias às vitórias.

       Veio enfim o projeto Reviver e através dele vislumbrei a possibilidade de escrever e oferecer a São Luis e ao Maranhão os poemas que ainda não havia escrito. E olhei a Praia Grande como quem olha a página em branco. Busquei no amor que em mim sobrava o poema que a inspiração me negava. E fiz reconstruir casa por casa, praça por praça, calçada por calçada,  grade por grade, com cuidado e o esmero com que o poeta cria sua poesia. O Reviver era o poema de amor que, enfim, me era possível escrever.  Era o meu soneto, a minha estrofe.  E assim, ao verso final,  pude enfim sentir,  após poeta, o maranhense que sempre quis ser.  Rimei amor com labor, saudade com cidade e fiz um poema ao qual intitulei Reviver.

        Dediquei ao povo de São Luis nas pessoas de minha mulher Isabel e minha filha Janaina, que souberam compreender a minha presença mais nas obras do que junto a elas para ser possível concluir o meu poema.

                                                                                   Epitácio Cafeteira

 

Fotos do Projeto Reviver

Página Inicial
Voltar
Envie sua mensagem
Ala Senador Tancredo Neves - Gab. 56 Tel.: (61) 3311-1411 Fax: (61) 3311.1946
Correio: ecafeteira@senador.gov.br