Conversa Pessoal
Ano X - Número 112 - março - 2010

Nutrição
Colaboração: Camila Sá

Riscos da Farinha branca


Foto de farinha branca

Um alimento comum na mesa de todo brasileiro tem sido visto como um verdadeiro vilão: a farinha branca. Ela é uma boa fonte de carboidratos complexos, fonte moderada de proteínas e contém pouca gordura. Porém, os alimentos produzidos com farinha branca possuem os chamados carboidratos refinados ou maus carboidratos que não possuem nenhuma fibra.

Por ser pobre em fibras, a farinha branca causa efeitos colaterais como aumento de peso e constipação intestinal.

De acordo com a nutricionista Sandra Mendonça, produtos como pão, batata, aipim, mandioca, gergilim, macarrão e bolos, que são feitos de farinha branca, aumentam o triglicerídio e a glicose. A pessoa que tem histórico de diabetes na família e a glicose sempre está alta, não deve comer farinha branca porque não é somente o doce que causa diabetes, os carboidratos da farinha branca também.

Segundo Sandra, não há necessidade de retirar esses produtos totalmente da alimentação. “Se for uma pessoa que não tem problemas de saúde como triglicerídeos ou colesterol alto não precisa cortar, pode ingerir uma quantidade moderada todos os dias. Já quem é hipoglicêmico, pode ingerir a farinha branca porque vai precisar de energia.”

Uma boa dica é substituir os alimentos à base de farinha branca pelos integrais. Segundo Sandra Mendonça, uma alimentação balanceada é a que contém 25 g de fibras por dia. “Se for uma pessoa com colesterol alto é necessário aumentar essa quantidade”, alerta.

Fonte: http://papointimo.terra.com.br/dieta/os-riscos-da-farinha-branca-2.html
Imagem: www.pesnochao.org.br/instru_2k3/pizza450_12.jpg

ATENÇÃO: A responsabilidade deste artigo é exclusiva de seu respectivo autor (fonte).

 



Endereço: Av. N2 - SEEP - Bloco 07 - Térreo - Prédio da Diretoria Executiva da Gráfica - 70165-900 – Brasília–DF
Telefone: 61 - 0800612210 - E-mail: pessoal@senado.gov.br