E-book O legislativo brasileiro
/Pesquisas de Opinião
Imprimir Compartilhe no Twitter

9/6/2015
Maioria dos brasileiros quer a reforma política, com o fim do voto obrigatório, do horário político.

Pesquisa realizada pelo DataSenado revela que a maioria dos brasileiros - 59% - sabe que a Reforma Política está em discussão no Congresso. Também maioria expressiva - 80% dos 1.100 entrevistados em todo o Brasil - considera que a reforma trará vantagens ao país. Esse resultado confirma tendência já observada em outras duas pesquisas realizadas pelo DataSenado com perguntas similares: 79%, em 2011, e 84%, em 2013, afirmaram que uma reforma política traria vantagens para o país.

Realizada de 28 de abril a 12 de maio, a pesquisa telefônica nacional foi proposta pelo senador Fernando Collor de Melo (PTB/AL), que preside o Conselho de Estudos Políticos do Senado e tem projeto para uma reforma política ampla.

Mandatos de quatro anos para todos os cargos tem preferência de 74% dos entrevistados, enquanto apenas 7% concordam com a regra atual de mandatos diferenciados: 8 anos para senadores e 4 anos para os demais cargos. Para 55%, as eleições devem ser unificadas, acontecendo ao mesmo tempo para todos os cargos; já 22% preferem a realização das eleições nos moldes atuais.

A pesquisa aponta ainda preferência para que seja limitada a quantidade de reeleições nos cargos legislativos: 55% optaram por apenas uma reeleição, por outro lado 31% preferem um único mandato sem direito à reeleição e 13% apoiam a regra atual de reeleições ilimitadas.

Quanto ao voto obrigatório, 70% dos pesquisados manifestaram-se contra, rejeição que chega a 77% e 73% entre os de maior renda e escolaridade, respectivamente. O cenário muda em se tratando de jovens: 58% dos respondentes entre 16 e 19 anos preferem o voto obrigatório.

Enquanto 84% dos pesquisados defendem a perda de mandado para os parlamentares que assumirem cargos públicos no Poder Executivo, a renúncia ao mandato para disputar outro cargo eletivo divide opiniões - 50% a favor e 50% contra.

A maioria, 84% dos pesquisados, defende a proibição de agressões nas propagandas eleitorais, 88% querem a limitação dos gastos com propaganda e 95% defendem o fim de fórum especial para julgamentos de políticos.

Foram ainda majoritárias as opções pela redução do número de deputados e de senadores – 91% querem apenas 300 deputados federais e 88% defendem redução do número de senadores de três para dois por estado. Também 88% optaram pela escolha por votação dos suplentes de senadores, índice que chega a 99% entre os com renda maior do que dez salários mínimos.


Outras Informações:
Secretaria de Transparência
DataSenado

(061) 3303 1211
datasenado@senado.leg.br
www.senado.leg.br/datasenado

 

Alô Senado Senado na mídia Alô Senado
STRANS - COORDENAÇÃO DE CONTROLE SOCIAL | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900