/voz do cidadão

Os cidadãos brasileiros participam ativamente do processo legislativo no Senado Federal. Confira algumas das participações.
Escolha um tema

Segurança PúblicaO cidadão solicita que Vossa Excelência se manifeste em plenário requerendo que o Governo Federal tome medidas mais coercitivas para o combate à violência no Brasil, pois o problema tem sido tratado com indiferença. Pergunta qual seria a prioridade de proteção para o Governo, o cidadão de bem ou o criminoso. Segundo ele, no último fim de semana, foram assassinadas aproximadamente 40 pessoas no Estado da Bahia, o que reitera a imprescindibilidade e a urgência de o Poder Público tomar providências. Ressalta que a inércia do Governo acarreta a morte de inocentes e o desrespeito para com o cidadão de bem. - Itiúba/BA
16/04/2013
Sugiro que se lute em prol de projetos de leis mais rígidos para punição de policiais militares envolvidos em crimes, defendendo a expulsão dos envolvidos da Polícia Militar. De nada adiantam viaturas se nada fazem para combater os crimes. - Ritápolis/MG
26/09/2011
Sugiro a criação de um projeto de lei que aumente o policiamento nas escolas. É necessária a utilização de medidas protetivas com urgência para coibir ações como a ocorrida na escola na cidade de Realengo/RJ. - Palmital/PR
17/05/2011
Sugiro a criação de um projeto de lei que estipule medidas para acabar com o tráfico de drogas. - São Paulo/SP
13/05/2011
Sugiro a criação de um projeto de que obrigue todas as escolas a fazerem o controle de entrada e saída de pessoas por meio de detectores de metais, a fim de que sejam evitadas tragédias como a ocorrida no Rio de Janeiro. - Nova Iguaçu/RJ
08/04/2011
Sugiro a criação de um projeto de lei que vise permitir o porte de armas aos guardas municipais. Assim os guardas municipais poderiam ajudar efetivamente na segurança pública dos municípios. - Rio Bonito/RJ
08/04/2011
Sugiro a criação de um projeto de lei que vise instituir batalhões de segurança, em cada escola da rede pública do país, com o intuito de evitar que tragédias como a que ocorreu no Rio de Janeiro voltem a ocorrer. - Mogi das Cruzes/SP
08/04/2011
A propósito da tragédia ocorrida no Rio de Janeiro, em que uma pessoa entrou em uma escola atirando contra alunos e professores, matando pelo menos onze adolescentes, sugiro a criação de projeto de lei que obrigue a implantação de catracas eletrônicas em escolas, a fim de que o controle de entrada e saída de pessoas nestes lugares seja mais efetivo. - Sorocaba/SP
07/04/2011
Quero sugerir que seja proposta ao Senado a criação de uma lei que torne obrigatória a presença de membros do ministério público, tanto estadual quanto federal, nas instituições de saúde (grandes hospitais e emergências) em todo o país. Isso favoreceria ao cidadão facilidade, informação e garantia do direito à dignidade e respeito no atendimento em um momento de debilidade e fraqueza que são acometidos os que recorrem ao sistema de saúde pública. O cidadão merece respeito e tem direito a informação. - Porto Velho/RO
05/04/2011
Sugiro a criação de um Projeto de lei que vise a proibição das saídas temporárias, previstas em lei, permitidas aos presidiários. Segundo ele, esse projeto evitaria a fuga de vários deles. - São Paulo/SP
23/12/2010
Gostaria de manifestar minha opinião a respeito da recente onda de violência na cidade do Rio de Janeiro. Vejo que se criou o mito de que o crime é organizado, porém acredito que a organização do crime só acontece quando há um governo desorganizado. Se o crime organizado está em evidência, as forças armadas devem, então, estar nas ruas para manter a ordem interna, pois só dessa maneira a população estaria segura. Afirmo, ainda, que as forças armadas também devem ser utilizadas para cuidar do interior do país, não sendo apenas utilizadas em casos de invasões externas, mas, principalmente, para manter a ordem do Estado. - Valinhos/SP
29/11/2010
Gostaria de manifestar minha opinião a respeito da recente onda de violência que tem tomado conta da Cidade do Rio de Janeiro. O caos que se instaurou é resultado de uma soma de inações das autoridades brasileiras, as quais, juntamente com toda sociedade, têm sido tolerante com os bandidos. A sociedade e o Estado Democrático de Direito estão reféns dos bandidos. Afirmo que se deveria ter pensado melhor na pós-ocupação policial das favelas, não se pode apenas expulsar bandidos, é necessário abrigá-los em penitenciárias. A sociedade e o Governo não podem ser coniventes com bandidos. - Juíz de Fora/MG
25/11/2010
Sugiro uma pena maior para quem pratica crimes hediondos. A população é vítima da impunidade. - Jaguarão/RS
16/11/2010
Invés de ficar comprando aviões, por que não investir em dois satélites de vigilância ao vivo no combate ao crime, sendo da Polícia Federal o acesso às imagens em tempo real. Isso poderia ser de grande eficácia nas grandes capitais na vigilância de pontos de narcotráfico, como São Paulo e Rio de Janeiro, e fronteiras como a com o Paraguai etc. Seria muito crescente a queda da criminalidade no País. - Ilhéus/BA
04/08/2010
Com tanta violência que temos em nosso País, não está na hora de fazermos pelo menos um plebiscito sobre a prisão perpétua, para crimes graves, como o de Elisa Samúdio, o caso Isabela, Tim Lopes e Eloá Pimentel? Eu acho que não se pode continuar fechando os olhos. Por isso eu digo: vamos despertar e acordar, já basta. - São Paulo/SP
03/08/2010
Pelo grande aumento de furtos e roubos registrados por motoqueiros que utilizam o capacete para não ser identificado ou reconhecido, tenho uma sugestão de lei federal segundo a qual todos os capacetes teriam que ser registrados em seus órgãos responsáveis de transito, com um número na parte posterior igual a uma placa de veículo. Ficaria muito mais fácil reconhecer por sistemas de monitoramento ou, visualmente, por testemunhas. - Nhandeara/SP
04/08/2010
Assim como os aviões de passageiros, gostaria de sugerir que os ônibus urbanos e vans de todo o país tenham um botão de emergência ligado à polícia para ser acionado em caso de roubo ou seqüestro. Essa é uma boa opção para dar maior segurança para passageiros, motoristas e cobradores. - Campinas/SP
04/08/2010

STRANS - SUBSECRETARIA DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211