/NOTíCIAS

03/06/2011
Projeto do Novo Código Florestal muda de nome no Senado, mas continua a desagradar o cidadão. Matrícula de filho de agente público em escola pública segue em pauta.

O Alô Senado recebeu, nesta quinta-feira (2), um número importante de manifestações contrárias à aprovação do Novo Código Florestal, o PL 1876/1999. O projeto estabelece normas gerais sobre a proteção da vegetação, dispõe sobre áreas de Preservação Permanente e as áreas de Reserva Legal. Define ainda as regras gerais sobre a exploração florestal, o suprimento de matéria-prima florestal, o controle da origem dos produtos florestais entre outras medidas. Agora em tramitação no  Senado, o projeto teve seu nome alterado para PLC 30/2011. 

O PLS 480/2007 voltou a ser mencionado pelo cidadão. Ele propõe a obrigatoriedade dos agentes públicos matricularem seus filhos em escolas públicas. O projeto continua recebendo apoio dos que se manifestaram. Como tem acontecido nas últimas semanas, ainda que em menor número, ontem o PLC 122 foi alvo de novas mensagens, em sua maioria contrárias à aprovação do projeto.

Alguns cidadãos também se manifestaram de forma crítica em relação à condução da sessão plenária de 01/06 por parte da Senadora Marta Suplicy.

Mídias Sociais

@AloSenado
O movimento no perfil @AloSenado foi normal na quinta-feira, com registros sobre a atribulada sessão plenária de quarta-feira à noite. Nesta sexta o perfil começou a veicular com maior frequência o link para a página Voz do Cidadão. Nesta página o usuário poderá conferir mensagens enviadas pelos cidadãos ao Alô Senado, sendo possível inclusive a seleção das manifestações por tema.

Lembramos que as opiniões registradas pela Central de Relacionamento e pelas mídias sociais do Alô Senado, Twitter e Facebook, refletem a visão pessoal dos cidadãos que se manifestaram por intermédio destes canais de comunicação. Estas opiniões não podem, de forma alguma, ser extrapoladas para toda a população brasileira.

STRANS - SUBSECRETARIA DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211