/NOTíCIAS

29/04/2011
Preço de combustíveis e aumento do valor da eletricidade pago pelo Brasil ao Paraguai são alvo de protestos no Alô Senado.

O alto preço dos combustíveis permaneceu na pauta de manifestações nesta quinta-feira, 29. Os cidadãos apontaram a aparente contradição da auto-suficiência na produção brasileira de petróleo e o valor pago pelo litro da gasolina automotiva, atualmente em torno de R$ 3,00.  A elevação do preço da energia elétrica paga pelo Brasil ao Paraguai e regulamentada pelo PDS 115/2011 também foi alvo de protestos.

A Central de Relacionamento do Senado registrou a opinião contrária dos cidadãos à decisão do Governo Federal de privatizar aeroportos. A atitude agressiva entre colegas de escola, o chamado bullying, fez parte dos assuntos comentados pelos cidadãos, que sugeriram a criação de projeto de lei que classifique está prática como crime, instituindo, inclusive, pena de prisão.

O PLC 7/2011, que regulamenta a profissão de Bombeiro Civil e substitui esta denominação por Brigadista Particular, foi mencionado ao Alô Senado, por cidadãos que são contrários a alteração da nomenclatura. Recebemos, ainda, manifestações favoráveis pela aprovação dos  projetos: PLS 203/2005, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria aos empregados em serviço de limpeza, asseio, conservação e coleta de lixo e PDS 299/2010 que aprova o regulamento do Corpo do Pessoal Graduado da Aeronáutica. A composição do Conselho de Ética do Senado e o episódio envolvendo o Senador Requião foram, mais uma vez, mencionados.

STRANS - SUBSECRETARIA DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211