/NOTíCIAS

02/09/2011
Nova enquete aborda PLS 101/2011, que torna crime a criação de perfil falso na internet, e registra mais de 10 mil votos em 24h. Combate à corrupção volta a ser mencionado ao Alô Senado.

O Alô Senado disponibilizou, nesta quinta-feira (1), uma nova enquete em sua página na internet. Agora a pergunta ao cidadão é: "Você é a favor ou contra o projeto que torna crime a criação de identidade ou perfil falsos na internet?"

A proposta de criminalizar a criação de perfis falsos está no PLS 101/2011. Apesar de estar disponível há apenas um dia, a enquete já contabiliza mais de 10 mil votos. Destes, 82,6% são favoráveis ao projeto e 17,4%, contrários.

Esta enquete sucede a que questionava o cidadão sobre o PLS 204/2011, que propõe a transformação da corrupção em crime hediondo. Com mais de 400 mil votos, sendo quase a totalidade (99,4%) favorável, a repercussão da enquete continua a gerar manifestações na Central de Relacionamento. Os cidadãos justificaram suas opiniões com o argumento de que a corrupção resulta na morte de brasileiros por falta de atendimento adequado nos hospitais e em educação de baixa qualidade. Uma das soluções propostas foi à criação de medidas efetivas para acabar com a impunidade daqueles que praticam crimes contra a administração pública.

A Central de Relacionamento também recebeu mensagens relativas à variação do salário mínimo. O cidadão observou que, enquanto a lei orçamentária de 2012 foi votada elevando o mínimo para 620 reais, nada foi dito sobre os aposentados que recebem acima desse valor, tendo contribuído ao longo de sua vida profissional para isso.

Também foi alvo de manifestações desfavoráveis a MP 532/11 que, segundo os cidadãos que contataram o Alô Senado, privatizará a Empresa de Correios e Telégrafos. De acordo com algumas dessas opiniões, a Empresa de Correios foi criada para atender a toda a população, assim, ela deveria permanecer totalmente pública.

Lembramos que as opiniões registradas pela Central de Relacionamento e pelas mídias sociais do Alô Senado, Twitter e Facebook, refletem a visão pessoal dos cidadãos que se manifestaram por intermédio destes canais de comunicação. Estas opiniões não podem, de forma alguma, ser extrapoladas para toda a população brasileira.

STRANS - SUBSECRETARIA DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211