/NOTíCIAS

25/08/2011
Cidadãos apoiam fim da reeleição para todos os cargos e sugerem mandato fixo de cinco anos. PLS 211/2011, que garante seguro-desemprego para artistas e técnicos, recebe apoio popular

A reforma política tem sido debatida pela sociedade e gerado manifestações da opinião pública. Neste contexto, a Central de Relacionamento recebeu na terça-feira (24), sugestões de cidadãos favoráveis ao fim da reeleição para cargos políticos eletivos. Segundo estas opiniões, já que se discute a não reeleição de presidente, governador e prefeito, nenhum outro cargo do legislativo deveria ter esta prerrogativa. Como substitutivo eles propuseram a adoção de um mandato único de cinco anos para os parlamentares de todas as esferas.

Os cidadãos manifestaram apoio aos artistas, músicos e técnicos em espetáculos de diversões. Em mensagens ao Alô Senado eles solicitaram a aprovação do PLS 211/2010, que concede seguro-desemprego para estas categorias profissionais.

Voltou a ser alvo de críticas o Veto 20/2011 aposto pela presidente ao artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2012 que estipula ganho real para as aposentadorias e pensões acima do salário-mínimo. Em manifestações, os cidadãos afirmam que a Constituição Federal garante que o direito adquirido não pode retroagir para prejudicar a população. Sendo assim, solicitaram que os parlamentares façam valer o que dispõe a Carta Magna.

Casos de violência sexual ocorridos em Cascavel (PR) foram mencionados por cidadãos preocupados com o que consideram benevolência da lei. Eles solicitaram aos senadores que elaborem e aprovem projetos de lei que garantam punições severas e efetivas para este tipo de crime.

As medidas moralizadoras contra a corrupção foram novamente mencionadas em mensagens ao Alô Senado. Segundo elas, os brasileiros estão saturados de tantos casos envolvendo desvio de verbas públicas que poderiam estar sendo investidas na melhora da educação, da saúde e da segurança do país. Neste âmbito o PLS 204/2011, que torna crime hediondo os delitos de concussão, corrupção passiva e corrupção ativa, recebeu numerosas manifestações de apoio.

Lembramos que as opiniões registradas pela Central de Relacionamento e pelas mídias sociais do Alô Senado, Twitter e Facebook, refletem a visão pessoal dos cidadãos que se manifestaram por intermédio destes canais de comunicação. Estas opiniões não podem, de forma alguma, ser extrapoladas para toda a população brasileira.

STRANS - SUBSECRETARIA DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211