Senado Federal | Agência Senado
Imprimir esta página
 
Drogas na Adolescência
Risco de gravidez precoce é maior entre os usuários
 

Uma conseqüência muito comum do uso de drogas é a gravidez, uma vez que, com a consciência alterada pela susbs-tância, o adolescente deixa de usar camisinha ou qualquer outro tipo de contracepção. A droga então, além de prejudicar a mãe, passa a atuar no feto.

Álcool – Atraso no desenvolvimento, má-formação de órgãos vitais. O álcool é também a causa mais comum de retardamento mental infantil não-hereditário.

Cigarro – Atraso no desenvolvimento físico e mental, baixo peso, problemas respiratórios, pressão alta, rompimento prematuro da bolsa d’água e insuficiência cardíaca antes do parto.

Cocaína – Causa hipertensão no bebê, que pode ainda nascer prematuro, deformado e em sofrimento (falta de oxigênio). Na maioria das vezes, o uso de cocaí-na provoca a morte do bebê.

Inalantes – Aborto espontâneo, defeitos no sistema nervoso central e deformidades.

Maconha – Causa dificuldade para aprender e alterações no comportamento da criança.

Agência Senado - Senado Federal | E-mail: agencia@senado.gov.br
Praça dos Três Poderes, Anexo I, 20.º andar.
70165-920 - Brasília DF