Mais Acessados


Ouça Novamente

Relatório ONU

Brasil saiu do mapa da fome produzido pela ONU

Reportagem Especial

Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência - 1ª parte

Reportagem Especial

Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência - 2ª parte


:. voltar

21/06/2012 - 12:32 - 02'53'' - Rio+20

Senadores elogiam postura firme e discurso claro e objetivo de Dilma

Imagem do áudio

LOC: O PONTO ALTO DA CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL OCORREU NESTA QUARTA NO ENCONTRO DE CÚPULA DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF COM LÍDERES MUNDIAIS.

LOC: OS SENADORES QUE ACOMPANHARAM A REUNIÃO ELOGIARAM O PRONUNCIAMENTO DA CHEFE DO EXECUTIVO BRASILEIRO, MAS HOUVE CRÍTICAS AO POSICIONAMENTO DE ALGUNS PAÍSES, ESPECIALMENTE OS MAIS DESENVOLVIDOS. REPÓRTER NARA FERREIRA:

(Repórter) NA SALA PLENÁRIA DO RIO CENTRO ONDE SE REUNIRAM IMPORTANTES LÍDERES MUNDIAIS, A PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF ENFATIZOU A NECESSIDADE DE INCLUIR A ERRADICAÇAO DA POBREZA COMO UMA DAS METAS PRINCIPAIS NA BUSCA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. CONCLAMOU OS LÍDERES MUNDIAIS A AGIREM RAPIDAMENTE E COM AUDÁCIA. PARA OS SENADORES QUE ACOMPANHARAM O PRONUNCIAMENTO DA PRESIDENTE BRASILEIRA, FOI UM DISCURSO CLARO E OBJETIVO. A SENADORA KÁTIA ABREU, DO PSD DO TOCANTINS, PRESIDENTE DA CONFEDERAÇAO NACIONAL DA AGRICULTURA, ACOMPANHOU A ABERTURA DA REUNIAO DE LÍDERES MUNDIAIS NA RIO+ 20 E GOSTOU DO QUE OUVIU DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF.

(Kátia Abreu) Na medida certa no que diz respeito a franqueza de dizer que meio ambiente precisa incorporar outros temas como economia verde e pobreza...se isso incomoda a Europa ...porque felizmente eles nao tem pessoas pobres, mas nos temos e não podemos esquecer disso hora nenhuma.

(Repórter) JÁ A SENADORA E VICE PRESIDENTE DO SENADO MARTA SUPLICY, DO PT DE SÃO PAULO, DESTACOU QUE DILMA ROUSSEFF COBROU O ENVOLVIMENTO DE TODOS PAÍSES NAS POLÍTICAS E AÇÕES DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

(Marta Suplicy) A PRESIDENTE FEZ UM DISCURSO DURO, COLOCANDO OS ASPECTOS POSITIVOS DO DOCUMENTO QUE FOI POSSÍVEL ELABORAR, COLOCOU VÁRIOS ASPECTOS E COBROU DOS PAÍSES QUE NÃO PARTICIPAM ATIVAMENTE E DIZENDO QUE O BRASIL CUMPRIU SUAS METAS E SEUS COMPROMISSOS. FOI UM BOM DISCURSO NA MINHA AVALIAÇÃO.

(Repórter) PARA O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA E LÍDER DO GOVERNO, SENADOR EDUARDO BRAGA, DO PMDB DO AMAZONAS, DILMA ROUSSEFF REPRESENTOU NO DISCURSO AS BASES DO QUE FOI DISCUTIDO E ACORDADO NO DOCUMENTO INICIAL QUE É O APOIO AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL POR TODOS OS PAÍSES.

(Eduardo Braga) Agora, faltou efetivamente o mecanismo que vai financiar e que vai promover essa transformação, ou seja, reconheceu-se a política, mas como e quem vai financiar isso os fundos estruturados de um mecanismo que é necessário para a transição para a economia verde e isso efetivamente não aconteceu.

(Repórter) O SENADOR FERNANDO COLLOR, PRESIDENTE DA COMISSÃO DE RELAÇOES EXTERIORES, APROVOU O PRONUNCIAMENTO DE DILMA ROUSSEFF, MAS CONSIDEROU FRIAS AS PALAVRAS DO SECRETÁRIO GERAL DA ONU, BAN-KI-MOON.

(Fernado Collor) Um discurso extremamente objetivo que disse da posiçao do brasil muito clara, do enorme esforço feito pela diplomacia brasileira para que obtivéssemos o consenso para que chegássemos a esse documento final, e do sr. Ban-ki-moon um discurso burocrático, sem muito brilho.

(Repórter) A CONFERÊNCIA DAS NAÇÒES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL TERMINA NESTA SEXTA-FEIRA NO RIO DE JANEIRO.

LOC: E AGORA À TARDE, A PARTIR DAS TRÊS E MEIA, A COMISSÃO MISTA PERMANENTE SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS VAI FAZER UMA AUDIÊNCIA NA RIO+20. LOC: SENADORES E DEPUTADOS VÃO DEBATER DOIS TEMAS: OS PRINCÍPIOS DA POLÍTICA NACIONAL DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS; E OS RESULTADOS DA ORGANIZAÇÃO DO TRATADO DE COOPERAÇÃO AMAZÔNICA, OTCA. LOC: CRIADA EM 1995, A OTCA TEM O OBJETIVO DE IMPLANTAR OS PRINCÍPIOS REUNIDOS NO TRATADO DE COOPERAÇÃO AMAZÔNICA, ASSINADO EM 1978, EM DEFESA DA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE E DO USO RACIONAL DOS RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA.

Nara Ferreira.


Sintonize a Rádio Senado FM:

Brasília - DF: 91,7 MHz Natal – RN: 106,9 MHz Cuiabá – MT: 102,5 MHz Fortaleza - CE: 103,3 MHz Macapá - AP: 93,9 MHz
Rio Branco - AC: 100,9 MHz Teresina - PI: 104,5 MHz Manaus - AM: 106,9 MHz João Pessoa - PB: 106,5 MHz São Luís - MA: 96,9 MHz

radio@senado.leg.br | (061) 3303 4691

Rádio Senado - Praça dos Três Poderes - Senado Federal - Anexo 2, Bloco B, Brasília DF | CEP 70165-900

Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900