|. HOME .| -->

CDVDH - Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos de Açailândia

O Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos de Açailândia (CDVDH) foi criado em 1996 e acolhe trabalhadores explorados que fogem de fazendas e conseguem chegar a sua sede, em Açailândia (MA). Até a equipe de fiscalização chegar, o trabalhador é protegido, enquanto presta depoimento para ser enviado à Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), em Brasília. Ao lado da polícia, o trabalhador, então, participa da diligência na fazenda orientando os fiscais a encontrar o local.

O Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos de Açailândia informa os trabalhadores sobre seus direitos (seguro desemprego, por exemplo) e os apoia, por meio da sua assessoria jurídica, nas ações de reparação de dano moral movidas por eles. O centro também acompanha as investigações policiais e a acusação pelo Ministério Público.

A instituição ainda compila informações, entre elas as que foram publicadas em janeiro passado no livro Atlas Político-Jurídico do Trabalho Escravo Contemporâneo no Maranhão.

Em maio de 2006, o Centro de Defesa da Vida criou a Cooperativa para Dignidade do Maranhão (Codigma), que apoia cerca de 100 pessoas de famílias afetadas pelo trabalho escravo ou sob risco de serem vítimas desse crime.

A cooperativa oferece alternativas de renda e inclusão social, por meio de aulas de marcenaria, alfabetização, cooperativismo e noções de cidadania.

Comentários
Faça seu comentário