|. HOME .| -->

Decrescimento como meio para se atingir o bem-estar da Humanidade


9. Decrescimento

• Atentar para o caráter potencialmente irreversível das transformações ambientais hoje em curso, alimentadas pelos crescimentos populacional e do consumo material per capita.

• Promover a reformulação dos padrões insustentáveis de produção e consumo.

• Adotar novos indicadores de desempenho, diferentes do produto interno bruto (PIB), que já não retrata a realidade social tangível, substituindo-o, por exemplo, pelo índice de desenvolvimento humano (IDH) ou pelo indicador de progresso real (IPR).

• Atentar para o caráter ilusório do ideário desenvolvimentista, da cultura do supérfluo e do descartável.

• Estimular o uso do transporte coletivo, em substituição aos veículos particulares.

• Incentivar a produção agroecológica e familiar de alimentos.

• Atentar para as estratégicas de obsolescência programada, promovidas pela indústria em geral.


Documento do Senado defende reformulação dos padrões
“insustentáveis” de produção e consumo (Foto: Elza Fiúza/ABr)

Para Cristovam Buarque, decrescimento é um tema polêmico, porque, nos últimos 200 anos, houve grande aceitação de que crescimento econômico é a chave do bem-estar da Humanidade. "Propor decrescimento como um caminho parece heresia. Creio que podemos começar a imaginar que felicidade não é sinônimo de maior produção", disse o senador.

Faça seu comentário