|. HOME .| -->

Comunidades terapêuticas dizem recuperar entre 40% e 80% dos viciados

Apesar da carência de recursos, tanto dos dependentes quanto de grande parte das instituições, os representantes das comunidades terapêuticas afirmam ter índices de recuperação entre 40% e 80%. O coordenador de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, do Ministério da Saúde, Roberto Kinoshita, contesta os números das comunidades terapêuticas. “Do ponto de vista estatístico, a parte técnica do tratamento tem limites claros. No que concerne aos estudos de eficácia, há pessoas que saem do problema das drogas sem nenhum tratamento e há outras que fazem um monte de tratamentos e não saem. As diversas técnicas e abordagens têm eficácia bastante análoga: nenhuma supera os 30% de cura”.

Alguns especialistas, como a socióloga Rita Maria Monteiro, ressalvam, porém, que a abstinência total das drogas, até o fim da vida, só acontece em 2% dos casos.

Três experiências foram apresentadas na subcomissão: da Fazenda da Paz, com duas comunidades no Maranhão e uma no Piauí; da Instituição Padre Haroldo; e da Fazenda da Esperança, rede com 52 unidades em 23 estados e centros em outros dez países.

Comentários
Faça seu comentário