|. HOME .| -->

Delegado afirma que desarticulação do tráfico é mais importante do que apreender drogas

Apesar das deficiências das políticas e ações de repressão, o Brasil foi o país da América a registrar o maior número de apreensões de cocaína com destino à Europa em 2009. De acordo com o Relatório Mundial sobre Drogas 2011, da Organização das Nações Unidas (ONU), o número de apreensões da droga com destino a outros países subiu de 25 em 2005 para 260 em 2009.

Nesse mesmo período, o volume apreendido subiu de 339 quilos para 1.500 quilos. Já o total das apreensões de cocaína subiu de pouco mais de sete toneladas em 2004 para 24 toneladas em 2009, quando 1.600 quilos foram apreendidos em cinco aeronaves interceptadas.

“Nós priorizamos não só a apreensão da droga. Não adianta você só ficar apreendendo a carga na estrada, você prender entorpecentes, porque isso vai fazer parte do risco do negócio do traficante. Então priorizamos identificar quem são os traficantes e desarticular toda a organização criminosa”, explicou Oslain, diretor de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal (PF), que apresentou as iniciativas atuais da PF de repressão às drogas e desarticulação do tráfico.

Faça seu comentário