|. HOME .| -->

Domínio de tecnologias para desenvolvimento de projetos de defesa

Como são consideradas de defesa e segurança todas as empresas e instituições civis e militares que participam de uma ou mais etapas de pesquisa, projeto, desenvolvimento, industrialização, produção, modernização ou manutenção de tecnologias de defesa, um projeto corre o risco de não sair do papel se um dos integrantes da cadeia for proibido de cumprir a parte.

O consultor da Abimde Claudio Moreira relacionou para os senadores as tecnologias de que o Brasil ainda precisa ter o domínio para viabilizar o projeto de ocupar uma posição de destaque entre os fabricantes de armas: radares, satélites, rádio definido por software, pilha térmica, energia nuclear, instrumentos de visão noturna, mísseis, fibra de carbono, veículos não tripulados e nanotecnologia (criação de dispositivos em escala atômica). Segundo o consultor, o esforço compensa: nos últimos anos, cada real investido em desenvolvimento de produtos de defesa gerou cerca de R$ 10 em exportações.

Comentários
Faça seu comentário