E-book O legislativo brasileiro
/Notícias
Imprimir

02/09/2008
Cidadão tem percepção negativa sobre candidatos que estão na “lista suja”

O Instituto de pesquisa do Senado Federal, DataSenado, divulgou pesquisa telefônica que revela o impacto eleitoral da divulgação da chamada “lista suja”, relação com nome de candidatos que respondem na justiça por ações de improbidade administrativa e eleitoral. Em todas as sondagens realizadas, o cidadão demonstrou percepção negativa em relação àqueles que integram a lista: 88% dos entrevistados disseram mudar o voto por causa da lista e 85% se posicionaram contra a candidatura de quem está na relação. A pesquisa, realizada na segunda quinzena de agosto em todas as capitais, ouviu 1.105 pessoas e tem margem de erro de 3%

O DataSenado também ouviu o cidadão quanto aos critérios para inserir um nome na lista suja. Infere-se dos resultados que a maioria quer que a inclusão seja feita logo no início dos processos ou durante as diferentes fases da ação penal. Se, por um lado, 34% dos entrevistados querem na lista apenas os candidatos que já foram condenados definitivamente, 61% optaram por respostas relacionadas a processos não concluídos, tais como, candidatos acusados de crime ou candidatos condenados que recorreram contra a sentença.

A “lista suja” é um assunto que não passou despercebido pela população. Segundo a pesquisa do DataSenado, 67% das pessoas entrevistadas disseram ter conhecimento sobre o tema.

Os senadores e as eleições

O DataSenado ouviu a população também sobre a atividade parlamentar durante as eleições. Pelos resultados, 57% das pessoas consideram que deixar Brasília e acompanhar as eleições nos Estados faz parte do trabalho dos senadores, contra 41% que defendem que o parlamentar não deve acompanhar as eleições de perto.

Quanto à forma de compatibilização das atividades em plenário e nas campanhas municipais, a população se divide: 48% acham que os senadores deveriam se dedicar exclusivamente ao Senado, 44% defende que o tempo dos parlamentares seja dividido entre o Senado e as eleições, e 5% defendem a suspensão dos trabalhos do Senado durante o período eleitoral.



Veja os dados completos da pesquisa

Outros destaques

Alô Senado Senado na mídia Alô Senado
STRANS - COORDENAÇÃO DE PESQUISA E OPINIÃO | Senado Federal, Via N2, Anexo D, Bloco 4, Cep 70165-900, Brasília/DF | (61) 3303-1211 | Alô Senado: 0800 612211
Senado Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília DF - CEP 70165-900