|. HOME .| -->

Imigrantes escravizados

Imigrantes formam contingente de trabalhadores escravos

A pobreza e baixa escolaridade não explicam apenas a vulnerabilidade dos trabalhadores recrutados no Norte e Nordeste.


Despesas de viagem e taxas ilegais descontadas dos salários: trabalhador fica escravo das dívidas. Foto: Bianca Pyl/Repórter Brasil

A Pastoral do Migrante informou à relatora da ONU sobre Formas Contemporâneas de Escravidão, Gulnara Shahinian, que há 100 mil bolivianos trabalhando em São Paulo, muitos em condições análogas à de escravidão.

Além da falta de recursos e de acesso à educação e à informação, mais da metade deles está em situação irregular no país, fáceis, portanto, de intimidar com a ameaça de serem denunciados e deportados.

Além disso, a maioria dos imigrantes não fala português, desconhece a lei brasileira de proteção aos trabalhadores e não mantém contato com sindicatos.

Eles ficam, portanto, à mercê dos intermediários e patrões no que diz respeito a alimentação, alojamento e tratamento médico.

Faça seu comentário