|. HOME .| -->

Morro do Bumba: triste símbolo do problema do lixo

Mau gerenciamento do lixo leva a tragédias como a do Morro do Bumba, em Niterói

A tragédia, no início de abril, do desmoronamento do Morro do Bumba, em Niteroi (RJ), onde pelo menos 46 pessoas morreram, é exemplo das terríveis consequências do mau gerenciamento do lixo no Brasil. A ocupação irregular em Niteroi se deu em cima de um antigo lixão local totalmente inapropriado para receber habitações.

– Grande parte do que aconteceu no Rio de Janeiro se deve a nós não termos aprovado ainda a lei que cuida da destinação final para os resíduos sólidos – avalia o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM).

Também para o senador Gilberto Goellner (DEM-MT), a "barbaridade que aconteceu no Rio de Janeiro" tem a ver com a falta de um plano integrado dos resíduos sólidos.

– O Brasil precisa acordar para uma solução imediata. O problema não é só coletar o lixo, é transformá-lo para que não polua, para que seja reutilizado. Nós precisamos urgentemente dotar as cidades, principalmente os grandes conglomerados urbanos, de condições para esse aproveitamento – afirma.

Para o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS), as calamidades provocadas pelas chuvas no Rio de Janeiro mostram que "a natureza está reagindo de uma forma assustadora, avassaladora". Ele propõe que os senadores façam um acordo para aprovar a Política Nacional de Resíduos Sólidos da forma como veio da Câmara dos Deputados, remetendo a proposta à sanção
rapidamente.

O gerenciamento incorreto do lixo, aponta o senador César Borges (PR-BA), está relacionado aos alagamentos ocorridos no Rio de Janeiro em abril de 2010 e que, frequentemente, atingem outras grandes cidades:

– É necessária a instituição da Política Nacional de Resíduos Sólidos para evitar que o lixo não coletado vá para os córregos, entupa as bocas de lobo, impedindo o escoamento rápido das águas. Não temos tratado com seriedade a questão dos resíduos sólidos no nosso país.