|. HOME .| -->

Oposta à política atual, legalização das drogas é polêmica

A ideia de que o Estado não deve interferir na liberdade de escolha do indivíduo, essência do liberalismo, é a base da argumentação daqueles que defendem a legalização das drogas. Apesar de parecer longe de se transformar em realidade, já que antes seria necessário rever os acordos internacionais sobre drogas, a proposta de legalização das drogas se apoia em dados consistentes.

O primeiro é que, a legalização das drogas, e, consequentemente, a legalização do mercado de drogas, levaria a desmobilização do crime organizado e da rede associada ao tráfico. Estima-se que grupos criminosos perderiam sua fonte de receita e sua capacidade de corromper autoridades e de aliciar jovens e novos usuários.

Mais que isso, o cálculo é de que se economizariam recursos, hoje destinados à repressão, suficientes para tratar os danos à saúde física e mental causados pelo consumo. Um estudo de 2008 do economista Jeffrey A. Miron, da Universidade de Harvard, estimou que a legalização das drogas e a formalização do mercado das drogas injetariam US$ 76,8 bilhões por ano somente na economia dos Estados Unidos. Desse total, US$ 44,1 bilhões seriam poupados de ações policiais do Estado. Outros US$ 32,7 bilhões poderiam ser arrecadados na forma de impostos.

"Apologia ao crime"

No Brasil, a proposta de legalização das drogas causa tanta polêmica que até mesmo a sua defesa pública já foi considerada ilegal, como apologia ao crime, prevista no Código Penal. O Supremo Tribunal Federal (STF) teve que se pronunciar sobre o caso. Em 15 de junho passado, a corte liberou a realização das “marchas da maconha”, que reúnem manifestantes em diversas cidades. Para os ministros do STF, os direitos constitucionais de reunião e de livre expressão garantem essas marchas.


Marchas e outras manifestações públicas pela descriminalização da maconha foram liberadas pelo STF em junho deste ano. Foto: Ademir Ribeiro

Especialistas brasileiros ouvidos pela subcomissão do Senado e os próprios parlamentares consideram a legalização das drogas algo arriscado. Sem limitação do uso “recreativo”, acredita-se que o Estado corre até o risco de ser visto como cúmplice de crimes cometidos por pessoas sob efeito de drogas.

“A proposta é simplista. Falar em liberação de droga no Brasil é piada. O Brasil não controla nem a venda de cola de sapateiro, de bebida alcoólica a menores. Não vai controlar maconha, crack ou cocaína”, afirmou o psiquiatra Emmanuel Fortes, da Associação Brasileira de Psiquiatria. Segundo ele, a associação e o Conselho Federal de Medicina são contra a liberação.

Para Fortes, é impossível saber de antemão quem tem esquizofrenia latente ou psicose maníaco-depressiva, por exemplo, e quem pode desenvolver essas doenças por conta do contato com as drogas. “Bastam o álcool e o tabaco para causar problemas. A liberalização pode evitar o conflito com o tráfico, mas, com toda certeza, estimula o comércio de produtos nocivos à vida psíquica”, afirma.

O senador Wellington Dias antecipa que, se a decisão for pela legalização das drogas, o país tem que estar pronto para o aumento do consumo e garantir condições de tratamento. “Nos países que liberaram, o número de pessoas com menos de 16 anos que passou a consumir aumentou. Se, de um lado, resolve o problema do traficante, da guerrilha provocada pela ilegalidade e o tráfico, do outro, aumenta o número de mortes em consequência de uso mais generalizado”, ponderou o senador sobre a polêmica.

Comentários

Uso de drogas

Um absurdo a aprovação de leis que estimulam a prática de uso de drogas, sem haver uma campanha e ações que promovam a consciência dos danos sociais, psicológicos e biológicos. O Brasil vai na contramão, enquanto países que haviam liberação revêem essa política o Brasil adota. Estamos de olho em vocês, a QUEM VOCÊS BUSCAM BENEFICIAR?. A família e aos eleitores é que não são.

28/05/2012 20:47:35, I BD

Releitura

Sr Senador Wellington Dias ,não sei em que o sr se baseou ao mencionar no texto acima, que se o brasil legalizar as drogas,o que não é o caso atual, que se trata da descriminalização das drogas, terá de se preparar para o aumento do consumo, e que nos países que já liberaram, o consumo entre jovens de 16 anos aumentou,em qual pais? Na Holanda 9,6% dos jovens adultos consomem drogas leves uma vez por més ,esse numero é menor do que muitos países vizinhos da Europa onde o consumo é proibido como por exemplo na Itália que são 20,9 % dos jovens na Inglaterra 13,8% frança 16,7%. Se atualmente você não usa drogas, não é por que vai ser liberado que você começara a usar,se realmente for liberada apos ser descriminalizado seu uso,o governo vai acabar com o sustento do trafico,a maconha não pode ser comparada com a cocaína,o crack e outras drogas ,por que não existe uma dose letal de maconha para seres humanos. O numero de mortes não vai aumentar,a guerra da policia com traficantes que aumenta o numero de mortes,se tirarmos o principal sustento da mão deles, não terão mas como se armarem ,principalmente por que a policia não terá mais que perder tempo reprimindo o trafico e poderá evitar muitos crimes que acontecem hoje,mas para isso,o governo precisa legalizar pontos de vendas de cannabis ,logico juntamente com politica de conscientização para as pessoas saberem dos riscos e decidirem por si mesmas ,para que os usuários não precisem recorrer nunca mais ao trafico, usurários de maconha são tratados de forma preconceituosa pela policia e pela sociedade,mas eles não gostam de comprar maconha do traficante ,fazem isso por que o governo os encurralou,em uma democracia é estranho proibir o cultivo e uso de uma planta ,sendo que muitas pessoas são a favor,as leis devem beneficiar a todos os membros da sociedade, somos nos que devemos fazer nossas escolhas,os criminosos se aproveitaram dessa falha da sociedade para ganharam rios de dinheiro que poderiam estar nas mãos do governo sendo aplicados na sociedade. Um dia iremos olhar para trás, e achar absurdo o governo ter um dia proibido um cidadão de usar maconha,e irmos comparar as figuras publicas que apoiam essas medidas proibicionista dignas de ditadores ,com Hitler e Daniel François Malan(apartheid),pois nesse principio quem quer que seja proibido, esta pensando de forma egoísta,e usando sua opinião pessoal,crenças e influencias para decidir assuntos que desrespeitam a todos, não cabe a ninguém decidir o que é melhor para mim ,nem devem me prender porque eu quero usar maconha,o governo esta julgando preconceituosamente essa realidade. usuários de drogas também pagam impostos e devem ser tratados como seres humanos.A Maconha só e vendida pelo traficante por que o governo a proibiu ,sendo uma forma de ganhar dinheiro sem pagar imposto ,e também por ser um produto muito consumido hoje e a seculos ,se o governo não consegue conter o uso de drogas nem em presídios, é evidente que não conseguira nas ruas.Se o governo legalizar pontos de vendas quebraremos essa aliança entre maconha e crime. Se hoje O Brasil não controla nem a venda de cola de sapateiro, de bebida alcoólica a menores como disse Emmanuel Fortes, da Associação Brasileira de Psiquiatria, então vote em pessoas que controlar não podemos nos conformar com essa situação ,agora proibir não é o caminho. Se informem um pouco sobre esse assunto para que suas opiniões sejam mais coerentes. Legalize Cannabis Já!!!!!!!!!!!!!!!

16/07/2012 17:14:32, Marcus Meira

Dois pesos, duas medidas

Engraçados os argumentos do psiquiatra citado no texto. Mais engraçado ainda é vê-lo contra a "liberalização", alegando que "aumenta o número de mortes em consequência de uso mais generalizado". Do outro lado vemos a indústria farmacêutica lucrando muito com o consumo desenfreado e descontrolado de RIVOTRIL, por exemplo, a ponto do Brasil ser o campeão de consumo desta droga tarja preta. É no minimo irresponsável e hipócrita alguém alegar que resolver o problema da política proibiconista, que só funciona para negros e pobres, é menos importante que qualquer outra coisa.

23/07/2012 13:32:10, CFB

108212370485

I BD, essa lei não estimula o uso de drogas, isso é uma má interpretação sua, pressupondo algo. A descriminalização ou legalização não incentiva o uso de drogas, apenas o regulariza. Um exemplo disso é o casamento homossexual. Você acha que as pessoas vão se tornar homossexuais somente porque o casamento gay é permitido? Acho que não.

23/08/2012 14:03:20, Vitor Cunha

Olhemos para as Clarisses e Marias.

Olhemos pras mães, que como as da ditadura tiveram filhos arrebatados subitamente, e é assim que a ditadura da guerra contra as drogas agem, tenho visto noticiários onde todos, repito todos os dias jovens são mortos hora pela polícia hora pelos traficantes neste fogo cruzado de interesses. De um lado a lei e a ordem querendo restaurar a paz, e do outro homens(inclua nesta conta, mulheres, crianças e adolescentes) encurralados por um sistema consumista onde quanto mais você tem, mais você é respeitado, só buscam poder, um tênis ou respeito na quebrada. Todos tem um motivo para entrar no tráfico de drogas, mas todos eles tem um motivo em comum, a falta de políticas de educação, emprego e um política de drogas mais realista a nível século 21 pelo menos. O soldado da boca poderia ser um atendente em um coffeshop com um salário digno, um jovem respeitado, e deixar de ser viso como o traficante, a jovem ameaça a sociedade. Por isso pensem, pensem no futuro, nos jovens, na vida, nas mães que choram porque seus filhos sejam policiais ou fornecedores informais de entorpecentes que morrem nesta batalha sangrenta em busca de matar uma Hidra de Lerna, que cortando-lhe a cabeça nascem duas mais espertas que a anterior. Reflitam, sobre o fato de como o companheiro do primeiro comentário esboçou não há uma dose letal do consumo humano de cannabis, mas na verdade há, teria que se fumar 680 kilogramas em quinze minutos para que a concentração de THC se torne letal para um homem de 70 kilogramas, ou seja a absurda quantidade de meia tonelada e mais um pouquinho fumada em um tempo absurdamente curto de tempo quinze minutos, quem se habilita? Então caro Senado, nunca houve um caso sequer de overdose de maconha registrado no mundo até o meu conhecimento atual, mas e a guerra conta as drogas não há de ceifar ainda mais vidas? Gostaria se possível um dia de ver o Brasil, minha tão querida terra, livre de qualquer mal que outro ser humano possa fazer a outro inclusive os *homicídios* cometidos por diversos "batalhões especiais" que são tão bem retratado no cinema e nos levam a ganhar títulos internacionais, a amostra da tortura resquíciosa do nosso período mais obscuro do governo a Ditadura Militar. Ainda assim acham que a GUERRA é a solução?

26/08/2012 08:40:14, Karilo Arruda

maconhaXdrogas pesadas e alcool.

Para mim, o Marcus Moreira falou pontos importantes, e seus argumentos são incontestáveis!!! Existe um ponto crucial nessa discussão que é os benefícios e malefícios das drogas; no caso da maconha, ela é uma droga que traz muito mais benefícios do que malefícios, eu, como usuário, percebi que desde que eu comecei a usar percebi uma mudança na minha vida... Eu estava deprimido e sem vontade de viver e hoje trabalho,faço odontologia na UFJF passei em 5º lugar e sou feliz.A maconha, não sei se faz mal ou se faz, bem pois não sou especialista, mas tenho certeza que é menos prejudicial do que o alcool que eu utilizava bem antes da maconha, o cigarro, que infelizmente uso, e que drogas pesadas como cocaína que eu já usei e sei os malefícios. Resumindo, o que tenho a dizer é que não adianta proibir uso que ninguém que usa vai parar além disso o direito de usar cada um deveria ter pois o ser humano nasce com o direito do livre arbítrio e com consciência e inteligencia o suficiente para tomar suas próprias opiniões e decisões!!! O caminho não é simplesmente legalizar mas descriminalizar o usuário e conscientizá-lo para que ele tenha todo o conhecimento possível para decidir se usa ou não e saber o que está usando!!! Ou seja, só falta informação, pois o governo não consegue e nunca vai conseguir proibir o consumo e enquanto isso traficantes praticam crimes, matam e tiram a paz de cidadãos de bem pela disputa de pontos de venda e os usuários continuam usando sem nenhuma informação e garantia do que estão comprando e ainda se arriscam frequentando bocas de fumo para comprar e corremo risco de irem presos por tráfico pela lei ultrapassada e falha que temos atualmente. E os dependentes?!?!?! Como ficam???? A RESPOSTA INFELIZMENTE AINDA É: SEM TRATAMENTO E SOFRENDO PRECONCEITOS DA SOCIEDADE POR CONTA DE UMA LEI QUE QUE FAZ A POPULAÇÃO ACHAR QUE USUÁRIO DE DROGAS É CRIMINOSO. VAMOS USAR A CABEÇA PARA O BEM!!! O BRASIL ESTÁ MUDANDO DA ÁGUA PARA VINHO NÃO PODEMOS CONTINUAR COM AS MESMAS LEIS ULTRAPASSADAS DA ÉPOCA DA DITADURA E DEVEMOS ACOMPANHAR A GRANDE EVOLUÇÃODO PAÍS!!! JÁ ESTÁ NA HORA DE MUDAR ISSO!!!

27/08/2012 10:13:56, jean toschi fioritto almeida

DROGAS

Para mim, o Marcus Moreira falou pontos importantes, e seus argumentos são incontestáveis!!! Existe um ponto crucial nessa discussão que é os benefícios e malefícios das drogas; no caso da maconha, ela é uma droga que traz muito mais benefícios do que malefícios, eu, como usuário, percebi que desde que eu comecei a usar percebi uma mudança na minha vida... Eu estava deprimido e sem vontade de viver e hoje trabalho,faço odontologia na UFJF passei em 5º lugar e sou feliz.A maconha, não sei se faz mal ou se faz, bem pois não sou especialista, mas tenho certeza que é menos prejudicial do que o alcool que eu utilizava bem antes da maconha, o cigarro, que infelizmente uso, e que drogas pesadas como cocaína que eu já usei e sei os malefícios. Resumindo, o que tenho a dizer é que não adianta proibir uso que ninguém que usa vai parar além disso o direito de usar cada um deveria ter pois o ser humano nasce com o direito do livre arbítrio e com consciência e inteligencia o suficiente para tomar suas próprias opiniões e decisões!!! O caminho não é simplesmente legalizar mas descriminalizar o usuário e conscientizá-lo para que ele tenha todo o conhecimento possível para decidir se usa ou não e saber o que está usando!!! Ou seja, só falta informação, pois o governo não consegue e nunca vai conseguir proibir o consumo e enquanto isso traficantes praticam crimes, matam e tiram a paz de cidadãos de bem pela disputa de pontos de venda e os usuários continuam usando sem nenhuma informação e garantia do que estão comprando e ainda se arriscam frequentando bocas de fumo para comprar e corremo risco de irem presos por tráfico pela lei ultrapassada e falha que temos atualmente. E os dependentes?!?!?! Como ficam???? A RESPOSTA INFELIZMENTE AINDA É: SEM TRATAMENTO E SOFRENDO PRECONCEITOS DA SOCIEDADE POR CONTA DE UMA LEI QUE QUE FAZ A POPULAÇÃO ACHAR QUE USUÁRIO DE DROGAS É CRIMINOSO. VAMOS USAR A CABEÇA PARA O BEM!!! O BRASIL ESTÁ MUDANDO DA ÁGUA PARA VINHO NÃO PODEMOS CONTINUAR COM AS MESMAS LEIS ULTRAPASSADAS DA ÉPOCA DA DITADURA E DEVEMOS ACOMPANHAR A GRANDE EVOLUÇÃODO PAÍS!!! JÁ ESTÁ NA HORA DE MUDAR ISSO!!!

27/08/2012 10:15:04, jean toschi fioritto almeida

dois lados da moeda...

É arriscado colocar em pauta a legalização ou não de drogas. No Brasil, so torna ainda mais polêmico. De fato, foi comprovado que em países em que foi legalizado o consumo de tais drogas, diminui-se o seu uso. Porém no Brasil, temos de levar em conta a educação e a conscientização da população. Há os dois lados da moeda. Um deles refere-se ao uso das drogas por pessoas que tem pleno conhecimento da situação e contuda, e o outro acresccenta-se à aqueles que nao sabem, ou iniciam seu uso pelo contexto, isto é,ora pelo simples acesso, ora por ser uma "mania"... Da mesma forma que ocorre com o uso de bebidas alcoolicas, em que o Brasil é um dos maiores consumidores, pode ocorrer com o consumo de drogas. Dessa forma, frente a legalização, o Brasil além de ter a responsabilidade de contabilizar o consumo, deverá melhorar e desenvolver projetos a favor do combate ao uso das drogas...

03/09/2012 17:10:47, Eloize Viecelli

Premissas para a legalização das drogas efetivamente

A premissa essencial para a proibição das drogas são o efeito de dependência química e degradação do corpo humano. Uma vez que os usuários de drogas são apenas clientes, ou seja consumidores, o que eles necessitam em essência é de uma variedade do compostos químicos que possam causar os efeitos prazerosos sem os efeitos colaterais de dependência química e degradação do corpo. Assim, é necessário investimento em pesquisa e desenvolvimento. Inclusive, o próprio governo federal poderia investir através dos programas já existentes para incentivo a inovação, como a FINEP, por exemplo, para que o Brasil se tornasse líder na vanguarda do desenvolvimento de psicotrópicos de alta performance, com efeitos colaterais praticamente inexistentes. Dada a demanda mundial por tal tipo de composto químico, o país ganharia muito com os impostos sobre tais substâncias, tais como, ICMS, confis, PIS, IPI, etc... O desenvolvimento da variedade de compostos necessários, aliado a economia de escala, traria não só a legalidade e a segurança ao consumidor, como o aumento significativo de receita aos cofres públicos, liderança mundial no setor de psicotrópicos e pesquisas médicas ligadas ao assunto, bem como, a diminuição desde a extinção da violência do tráfico de entorpecentes, permitindo ainda, o cadastramento dos usuários e ajuda por parte dos distribuidores e médicos, das substâncias mais compatíveis com o organismo. Em essência, pesquisa e desenvolvimento tornariam os psicotrópicos em meros produtos de alta performance, menos nocivos que o álcool.

10/10/2012 23:14:35, Allan Conselvan de Oliveira

Só rindo ..

DESDE QUANDO MACONHA MATA ???

01/11/2012 17:56:12, Andrey

A proibição é a forma de politica atual

Devemos ir com calma e atenção para entender o que esta em questão, ou seja: 1º ponto - Descriminalização das drogas para que as cadeias estejam disponíveis para os verdadeiros criminosos,e não para os usuários e consumidores. 2º ponto No meu entendimento depois de analisar ,ler e reler artigos e informações sobre o assunto, a legalização regulamentada é única e exclusivamente para a “maconha”tendo assim uma visão mais clara das drogas que realmente fazem tanto mal para a sociedade Gostaria eu, de ver aqui,e em todas as mídias, depoimentos de usuários e dependentes da "maconha" especificamente, que é o que esta em questão,vamos parar de generalizar as coisas e perceber a forma de manipulação aplicada pelo tráfico e pelos detentores dos poderes e leis civis , criminais e da saúde,vamos concentrar toda essa questão somente na maconha? Sim, seria ótimo, mas nossos governantes insistem em generalizar e pensar por nós e nos dizer o que temos que fazer e como temos que agir, pensem comigo, se só no Brasil, segundo pesquisas 80% das pessoas consomem "maconha" por que não liberar a maconha? Assim como o álcool e o tabaco são liberados e segundo o (the lancet medical journal (UK) )a maconha vem em último lugar no ranking das drogas de acordo com os danos causados, o álcool esta na posição de numero 5 e o tabaco vem em nono lugar. (Dado recolhido do documentário quebrando o tabu) Tenho minha opinião e minha teoria mas se eu expor é capaz de quererem me prender ou de fazer comigo qualquer outro tipo de atrocidade para que eu não seja nenhuma ameaça para o sistema vigente,castrando assim a minha liberdade democrática de expressão e serão capazes também de me acusarem de apologia as drogas é assim que eles agem. Eu sei por que, todo mundo sabe por que, vocês não acham que já esta na hora de mudar? (legalização regulamentada da "maconha") eu apóio. Muitas das vezes escutamos depoimentos e opiniões de pessoas do mundo inteiro dizerem que é louvável pensar em legalizar a "maconha" ,mas que devemos pensar que a maconha seria a porta de entrada para outras drogas,minha opinião é a seguinte: Se a maconha continuar no poder do tráfico, eles irão misturar na maconha outro tipo de droga mais pesada como o cráck , a cocaína entre outras que por sua vez é um comércio muito mais lucrativo e viciante nesse caso convém ao traficante usar a maconha como porta de entrada para outras drogas , a maconha em si nunca foi nem será porta de entrada para nada.se as coisas continuarem do jeito que estão em relação a "maconha",começaremos a pensar que esse tipo de atitude nada mais é do o mal uso da democracia, se um ser não é capaz de responder por si nem pelos seus atos não existe ser. Ai sim eu concordo que o governo responda por esse indivíduo sou a favor da legalização regulamentada da "maconha" só da maconha ,unicamente da maconha nessa questão ponto.fazendo assim mudar muita coisa pra melhor, pode perguntar para qualquer cientista pensem nisso. Eu sou a favor da legalização. A maconha realmente é um droga, assim como o cigarro e o alcool. Agora me diga, por que beber vinho ou whisky é chique?por que fumar cigarro é menos feio que fumar maconha? Esses são limites impostos pelo sistema que vem fazendo as cabeças dos fracos e oprimidos. Que tal mudar essa mentalidade imbecil e deixar que cada um curta o que gosta? Quantos pessoas são internadas nas emergências e UTIs por causa de maconha? a resposta é simples: ZERO. Agora vá olhar o tanto de gente que é internada por causa de alcool, a realidade ja é outra. Tenho a esperança de que daqui a uns 5 anos as mentes dos influenciados mudem, e que as pessoas comecem a raciocinar sozinhas sem ser alvos da mídia e do sistema!

02/11/2012 16:08:32, Alexandre

erva

E pro índio nada mais faz sentido com tantas drogas,porque só o seu cachimbo e proibido?... democracia 0

07/11/2012 15:20:31, weiland

Fracos de pensamento

Após a analise dos comentários, percebe-se como a sociedade é fraca e não tem pensamento para reprimir uma droga que só causa malefícios a saúde. Imaginem só, se professores que fumam cigarro em frente a seus alunos, começarem a utilizar maconha, "um santo remédio" como uns afirmam, santo remédio para que: será que é para esconder a fraqueza, o medo ou então alegar a ausência de um pai. Quer saber, os maconheiros é logico que são a favor da legalização dessa coisa sem qualidade que é a maconha, mas a sociedade normal, responsável e direita, não necessita disso para poder esconder os problemas... Por isso, seus "DEPENDENTES", achem trabalho e logo verão que não terão tempo para essa porcaria!!!!!! DROGAS JAMAIS!

16/11/2012 11:16:45, jpbidel

O Tráfico MATA, MACONHA não.

O Tráfico MATA, MACONHA não.

23/11/2012 10:38:53, rafael

Legalização

eu vi os comentarios e não acho isso errado, a macha da maconha é pra legalização da maconha e nao do crack ou cocaina... e sim da maconha. é veridico a maconha ser a menos prejudicial de todas as drogas, até mesmo do cirrago que por ano mata muitos e principalmente alcool. Prefiro plantar do que financiar o trafico.

03/12/2012 13:21:17, Douglas Silva

Fumo maconha, infelizmente recorro ao tráfico.

Eu desde muitos anos faço uso da maconha. Odeio e tenho medo de bocas de fumo. Cada vez que tenho vontade de fumar preciso entrar em contato com pessoas mal educadas, desonestas, maldosas que infelizmente se apresentam como não cidadãos por todas carências sociais que sofreram em suas vidas. Cada vez me vem em mente "que merda eu poderia simplesmente ir até meu jardim, colher e fumar minha própria erva". Trabalho interruptamente desde novinho, estudei, pago meus impostos, jamais cometi algum crime real. Mereço eu ser preso ou levar bofetes de policiais porque gosto de fumar um baseado? A por favor!!!

12/12/2012 17:01:55, Eduardo

seu corpo

na minha opinião quem quiser consumir drogas, não vai deixar de consumir se não tiver a legalização das drogas, sendo que todos tem autonomia para escolher o que colocam dentro de seu corpo, e se a pessoa não pode escolher nem o que coloca dentro de seu corpo vai ter autonomia pra que?

12/12/2012 21:01:04, inara facin stefanello

Comunicação

Muito bom ver esses cometários, saber que a mídia manipuladora ainda não estragou a todos. Os comandates desse país sabem de tudo isso que comentaram, problema são os interesses políticos e econômicos, o dia que encararem drogas como problema de saúde pública as coisas tende evoluir, um usuário de drogas não pode ser preso ou coagido tem que ser tratado de forma adequada. Complicado mudar cabeças "conservadoras", introduza esse assunto com outras gerações de preferência com nascidos antes dos anos 70, a lavagem feita sobre eles foi efetiva pós ditadura e todos os requicíos deixados, exemplo, Policia Militar maior herança desse periodo teria que viver uma reformulação ou criar outro orgão de fato capacitado pra atender os reais problemas. A descriminalização eu tenho sonhos e forte esperança de ver acontecer, a legalização aqui no Brasil infelizmente acredito não ver enquato viver.

01/01/2013 22:36:31, Vitor

legalizar

Sr, gostaria de colocar algumas questões a respeito deste nossos Parlamentares; á quem interessa á Proibição? Quem sai ganhando com essa guerra? Quantos serão mortos na bala? Quantos presídios serão necessários? Quanto investimento para o combate? ...

23/01/2013 22:20:56, josé neto

legalize maconha meu soinho

legalizar a canabbis no brasil é um ótimo ,tem tantas variedades de canabis algumas até importantes remedio,tem que descriminalizar a maconha para que todos que aprecia possa ter uma qualidade melhor,e não ervas misturado com esterco.que ainda financia o trafico de drogas.

25/01/2013 13:48:22, zé

LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS

Eu considero que a Legalização das drogas seria não só uma forma de combater o crime e a corrupção como também seria uma forma de ajudar as pessoas que entraram neste maldito vício. "O proibicionismo falhou e fracassou, não reduziu o número de consumidores de drogas ilícitas, não protegeu a saúde desses consumidores, atirou para a marginalidade e para o sistema prisional milhares e milhares de jovens e, sobretudo, alimentou um mercado clandestino". (frase retirada de um partido português) Contudo isto não quer dizer que eu esteja a favor d’uma abertura a que toda a gente comece a consumir estas drogas, apenas defendo as pessoas que já foram apanhadas pelo vício e que precisam ser ajudadas e protegidas. “Mas então tás a favor ou contra?” (deve ser a vossa pergunta) Como já há uma percentagem elevada de viciados nestas drogas convém protegê-los, e a melhor maneira é dando-lhes um vício limpo. Porque atra vez do mercado clandestino as drogas são manipuladas com elementos perigosos para a saúde destas pessoas, no entanto para alem de estarmos a ajudar estas pessoas já viciadas também estamos a diminuir e a eliminar a corrupção e o crime associados às drogas. Não concordam? Carolina Nunes, 15 anos, Portuguesa - Faro

27/01/2013 16:01:42, Carolina Nunes

Maconha

Porquê as pessoas querem legalizar tudo quanto é droga?Pô legalize só as drogas leves!Parem com esta neurose gente, polícia é pra prender bandido perigoso, cadeia é pra gente perigosa

31/01/2013 02:29:08, Barbudo

Legalizar a maconha

Falar em legalizar as drogas é um absurdo mesmo. Não conheço pais sério com drogas legalizadas. O que se discute no mundo é a legalização da maconha, considerada droga mais leve que o álcool e o cigarro, unica que não causa óbito, não refinada, natural e consumida a milênios. droga, das proibidas, mais popular, mais tolerada e que movimenta mais dinheiro, que menos vicia, se vícia, pois não existe provas sobre se realmente vicia. No Brasil que se gasta tanto dinheiro com a guerra ao tráfico de drogas e a corrupção que ela gera, esse dinheiro , podia ser investido em educação, saúde e etc.. Alem do que a maconha podia ser taxada gerando milhões, que podiam ser, novamente, investido em educação, saúde e etc.. Então esse assunto de legalizar as drogas pra mim é discutido para tirar o foco da injustiça secular feita com a maconha, que não merece tal proibição. E quem trabalha na guerra do tráfico, como delegados e juízes cariocas, já são, em maioria a favor da legalização da maconha. Então, abram sua mente e enxerguem a verdade. Sem mais..

03/02/2013 01:46:41, Fernando

Legalizar somente a maconha

Falar em legalizar as drogas é um absurdo mesmo. Não conheço pais sério com drogas legalizadas. O que se discute no mundo é a legalização da maconha, considerada droga mais leve que o álcool e o cigarro, unica que não causa óbito, não refinada, natural e consumida a milênios. droga, das proibidas, mais popular, mais tolerada e que movimenta mais dinheiro, que menos vicia, se vícia, pois não existe provas sobre se realmente vicia. No Brasil que se gasta tanto dinheiro com a guerra ao tráfico de drogas e a corrupção que ela gera, esse dinheiro , podia ser investido em educação, saúde e etc.. Alem do que a maconha podia ser taxada gerando milhões, que podiam ser, novamente, investido em educação, saúde e etc.. Então esse assunto de legalizar as drogas pra mim é discutido para tirar o foco da injustiça secular feita com a maconha, que não merece tal proibição. E quem trabalha na guerra do tráfico, como delegados e juízes cariocas, já são, em maioria a favor da legalização da maconha. Então, abram sua mente e enxerguem a verdade. Sem mais..

03/02/2013 01:48:35, Fernando Saraiva

Mais empresas

O governo não está preocupado com as consequências ou aumento do crime causado através do consumo e mercantilismo da droga, O álcool e cigarro são campeões de mortes no Brasil e também são Drogas, pelo contrário eles estão preocupados é com descontrole com o comercio de drogas também com lucro das pessoas que venderiam e não pagaria a sua parte para o governo, sendo que um pé de maconha pode ser cultivado facilmente, a criminalidade já existe mesmo a droga sendo "ilegal" o consumo já existe; ela somente é proibida para criar uma mascara de um governo de conceito "familiar" mas esquecemos que aqueles que cuidam do Brasil são os primeiros Corruptos a criminalidade começa desde o senado até a favela onde os desfavorecidos de valores para comprar uma casa vivem, um sustenta o outro... Enquanto todo povo Brasileiro juntos não lutar pelos seus direitos Políticos terão 15° salario...

07/02/2013 10:46:43, Tiago

Regular a venda

Sem dúvida é correto afirmar que no Brasil é fácil um menor adquirir bebidas alcoólicas ou cola de sapateiro, e fácil também será conseguir outras drogas. Ocorre que na periferia (onde moro) é mais fácil achar crack do que cola, então acho que esse argumento não tem consistência. Precisamos de regulamentar os pontos de venda e consumo de drogas, incluso alcool e cigarros. Creio que deveria haver um tipo de cartão, como já ocorre para andar de ônibus em SP, para comprar qualquer tipo de droga. Os supermercados teriam de ter uma seção especializada para a venda, um local fechado, sem propaganda e proibido para menores, como ocorre com as 'sex shop'. Os botequins e padarias teriam que se adaptar também. Não é possível falar em liberação de drogas em curto prazo, pois haveria antes de ser tratado o álcool e o tabaco como drogas, embora lícitas, tão perniciosas quanto o crack. Em suma, há que mudar a forma em que a sociedade encara as drogas e para isso alcool e cigarro devem ficar desvincilados do esporte e boa aparência. Concluindo, medidas urgentes devem ser tomadas em relação a todas as espécies de drogas.

11/02/2013 10:49:50, Alfredo

Será???

Eu acho que a liberação da maconha seria uma grande derrota para a o sociedade brasileira, um país que já não é tão bem-visto internacionalmente deixar que uma lei tão "indecente" possa fazer parte da história deste país. Se sem essa lei os jovens já estão se perdendo no vício e morrendo mais cedo como seria depois da liberação??? Não concordo e Graças a Deus temos hoje uma governadora dessa nação brasileira que é mãe e sabe o qual difícil é ver o filho presso ao vício. Será que vocês não conseguem ver que mais gente pode sofrer com a simples liberação? Não pensem apenas em vocês, cadê a solidariedade? Onde fica essas horas o amor que vocês tem pela mãe de vocês, será que ele também não sofre???

25/02/2013 10:29:26, Ana Clara

E se liberar.......

E se liberar o comério da droga, mais pessoas terão acesso...Será mais fácil você ir num mercado na esquina e comprar, em qualquer horário...Até aí tudo bem. Desarticula as redes do tráfico. O que ninguém lembra e ninguém pensa é: QUEM VAI BANCAR A COMPRA DAS DROGAS? O usuário depende dela, quer o crack a todo momento....Pode comprar livremente em qualquer lugar....Mas com que dinheiro? Vai aumentar o furto, vai aumentar o roubo, vai aumentar o sequestro relampago, vai aumentar o roubo a bancos...isso ninguem pensa. Assalto aos comerciantes entao....nem se fala. Se o usuário sabe que naquele estabelecimento vende crack no balcão, e ele não tem dinheiro pra comprar...o que ele faz??????? Precisa ser muito inteligente pra saber? Ou seja: vai acabar com as redes de tráfico, mas vai criar bandidos individuais aos montes, porque o dinheiro pra comprar vai continuar faltando. E usuário de crack na maioria das vezes não trabalha. Se o governo liberar, o meu imposto e o seu vai ter que triplicar, porque vamos ter que instituir o "VALE-CRACK" pra manter os viciados no mercado da esquina de hora em hora......Você concorda???

25/02/2013 10:58:00, Luis

O álcool e a maconha dentro da família

O álcool a família podem controlar, a maconha a cocaína e outras os familiares deixa que o estado controle e ai é que acontecem o descontrole atual do uso e abuso de drogas ilícitas. Muitas famílias acabam sendo controladas pelo mito do poder do estado sobre algo que esta intrínseca nas entranhas das suas vidas. O estado não pode resolver algo que esta oculto dento do ambiente familiar e se punir o que foi exposto. Já o álcool os familiares toma partido, pois sabem que isso é da conta só deles e de mais ninguém e ai sempre existe reações contra quem esta ébrio, assumindo assim os familiares posicionamento em tal situação, não deixa a responsabilidade para o estado.

03/03/2013 12:15:37, valmir

Ignorância

"Sem limitação do uso “recreativo”, acredita-se que o Estado corre até o risco de ser visto como cúmplice de crimes cometidos por pessoas sob efeito de drogas." Só vou citar nosso mestre Bezerra da Silva: ''E aquele que perde a cabeça É porque já tem parte Com espírito mal...''

17/03/2013 09:39:14, Bruno

Argumentos fracos ?

Em primeiro lugar a política proibicionista não precisa de argumentos fortes ou pensamentos para ser derrubada pois ela já vem provando seu fracasso há mais de meio século. Em segundo lugar, o proibicionismo da maconha nunca evitou que um professor ou outro profissional qualquer consumisse a maconha, O acesso existe com ou sem a proibição. Portanto esse tipo de argumento, assim como apontar malefícios à saúde, não serve como justificativa para se manter uma política nociva, que não inibe o consumo e promove tráfico e a violência. Em terceiro lugar, quando se entra em campo para defender qualquer lei que esteja em vigor, é de suma importância citar seus benefícios e objetivos conquistados, coisa que até o momento não foi feita. Efeitos e malefícios da droga em questão tb não são justificativas para se jogar alguém na cadeia. Quanto a legalização ser "indecente" é algo que pouco pesa contra a medida, isso é um conceito pessoal, o que é decente pra uns pode não ser pra outros, e novamente não justifica criminalizações, cadeias nem guerras. Na minha opinião, mais indecente do que saber que um usuário deixou de comprar maconha no tráfico e passou a comprar na loja, é defender uma lei incontitucional, que promove o tráfico, favorece a corrupção, impede o tratamento e faz com que um mercado com altíssima demanda não tenha qualquer regulamentação e seja controlado pelo crime. Indecente, e diria até covarde e insano, é punir um estudante pego com um cigarro de maconha aplicando penas mais pesadas do que se aplica a um estuprador, e querer fazer acreditar que assim se está salvando vidas, acabando com o tráfico ou protegendo alguém de alguma coisa. Se proibicionismo funcionasse, o álcool não teria sido legalizado às pressas em 1933.

09/04/2013 21:06:02, Claud

SONHADA LEGALIZAÇÃO

Gostaria muito de não ter de recorrer ao traficante para comprar maconha. BRASIL UM PAIS DE MERDA!!

11/04/2013 17:02:43, sidney

Legaliza tudo!

Tem que legalizar todas as drogas, sem exceção. Primeiro que cada pessoa deveria ter o direito de consumir aquilo que bem entendesse. Segundo porque a proibição não tira as drogas da rua. Que quiser comprar qualquer droga no Brasil consegue sem muita dificuldade, e não é a legalização que vai fazer as pessoas consumirem mais ou abusarem mais dela. Se aumentar o consumo, paciência, porque cada cidadão estaria exercendo sua vontade, seu direito. O problema não é consumo, e sim a violência. O cigarro é legalizado e seu consumo per capita cai 33% da década de 90 para a seguinte, então não porque achar que vai acontecer o inverso com maconha, ecstasy, cocaína, etc. O estado vai economizar bastante com o fim do combate ao tráfico de drogas e poder direcionar mais recursos para educação e saúde. Não vai aumentar assaltos só porque a droga é legal agora, pois quem precisa assaltar ou roubar para comprar a droga legal, provavelmente já o faz com a droga ilegal. Quanto às mães, a legalização só vai ajudar, pois o filho não vai poder dizer que consome aquela droga que não é mais ilícita, pois raro é aquele jovem que tem vontade de experimentar uma droga qualquer, e não o faz porque a mesma é ilegal. Cada um sabe o que faz, e a droga só faz mal a ele mesmo. E quando este causar um acidente por estar alucinado de ácido, deverá a sofrer as mesmas consequências de embriagado ao volante; e quando bater, roubar ou qualquer ato de violência contra outra pessoa, deve responder pelo ato, estando ou não sobe efeito de qualquer droga.

06/05/2013 12:44:55, Lucas Souza

Pirataria da Maconha

O mercado negro nao se derrota com o mercado legal......A maconha do traficante vai ser MUITO MAIS BARATA do que a maconha vendida em lojinhaa legalizada...É logico que vai haver aumento do consumo e mais pessoas vao preferir compar o mato barato do TRafica fo que o mato caro cheio de IMPOSTO TRIBUTARIO da loja legalizada.....O mesmo acontece com o caso dos. cds piratas.....O CDoriginal é melhor mas é mais caro e todo compa o cd piratinha vagabundo que é baratinho

13/05/2013 00:30:04, joao paulo

Enqueta Senado x Alo Senado

Caros, Quero trazer para esta discussão alguns resultados antagônicos que a mídia tenta empurrar goela abaixo aos brasileiros. O primeiro é de que no a maioria da população brasileira é contra a descriminalização das drogas, segundo uma pesquisa do alo senado, MENTIRA!!! essa pesquisa feita por telefone e pouco abrangente e que muito provavelmente entrevistou o topo da pirâmide etária do Brasil, pessoas velhas acima de 60 anos, já conformadas, digo acomodadas com a realidade da corrupção presente nesse pais. Essas pessoas representam apenas 10% da população brasileira. http://www.senado.gov.br/noticias/DataSenado/release_pesquisa.asp?p=43 Isto é um absurdo. O Alo senado não mostra o resultado da enquete feita em 2012, no próprio site do senado, onde de um total de 22 enquetes com média de 2.00 votos a enquete sobre a descriminalização das drogas como o plantio da maconha para uso próprio teve 370.843 votos, sendo que 85% desse número foi a favor da legalização. Provavelmente esta intenção foi demonstrada por pessoas que realmente tocam este pais, pessoas na faixa etária de 20 a 60 anos que representam 60% da população brasileira. http://www.senado.gov.br/noticias/datasenado/enquetes.asp?ano=2012 Então vamos divulgar o que realmente retrata a vontade dos brasileiros e deixar que cada um decida o que é melhor para você. Eu prefiro um país mais humano, mais justo, menos egoísta e com menos armas. ACORDA BRASIL, É HORA DE AGIR!!! VAMOS MOSTRAR AO MUNDO QUE SABEMOS LIDAR COM OS NOSSOS DESEJOS ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO E CULTURA, E NÃO PELA POLITICA DA OPRESSÃO ULTRAPASSADA QUE OS EGOÍSTAS DO PASSADO CRIARAM.

13/05/2013 16:08:35, Boni

Porcos...

Pelo amor de Deus, todo adolescente, jovem ou alguem curioso sabe onde conseguir maconha a hora que bem entender! Eu mudei de cidade a menos de 90 dias e já conheço 3 grandes traficantes que me vendem a erva e ainda trazem aqui na porta do condomínio que moro de moto, carro, taxi, viaturas... Isso mesmo, já tive um fornecedor que era PM... Quer saber de uma coisa: VÃO TOMA NO CÚ COM ESSA PROIBIÇÃO, ninguém da a minima! Fumo na faculdade, na praça, na rua de casa, e não ligo para o que esses putos acham. Um psiquiatra de merda desses vem falar em aumento do uso, morte e clinicas psquiatricas para usuarios de maconha e aconselha o uso de Rivotril. Daqui a 10 anos vamos ver os estragos causados por essa droga que hoje é a top 1 em vendas no Brasil.

15/05/2013 19:46:09, Felipe

A Legalização gera problemas maiores

Eu sou contra a legalização mas não concordo com a forma que os dependentes são tratados. Eles precisam de cuidados específicos para serem se verem livres dos vícios e inseridos na sociedade de maneira digna.Não devem ser tratados como criminosos!!! No desespero ou sob influência alheia,aquele é o modo que os usuários encontram de esquecer,pelo menos por um momento,as suas angústias.Sei que vivemos em um país democrático e todos deveriam ter a opção do livre arbítrio,mas a pessoa perde o controle de si mesma quando se torna um dependente,ELA PERDE A CAPACIDADE DE RESPONDER PELOS PRÓPRIOS ATOS,e ela se torna capaz das maiores atrocidades para manter seu vício! A legalização irá incentivar a criminalidade dos que ficarão hipnotizados para conseguir a droga,já que seu único obstáculo será o dinheiro.Fora os efeitos altamente nocivos à saúde. Para mim,a questão do uso das drogas, É QUESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE,de conscientização. E todos sabem da realidade absurdamente CAÓTICA que há nos centros médicos. Se com a proibição, já não há estrutura para acolher a população,imaginem como seria os centros médicos tendo que atender uma demanda ainda maior de dependentes que, por livre arbítrio e livre acesso às drogas, passaram horas vagando pelas ruas,se drogando,não pensando nas consequências desastrosas que causam a eles mesmos e à sociedade!!! Sou contra até a legalidade do álcool (devido ao grande número de mortes causadas por motoristas embriagados e devido às agressões em ambiente domiciliar envolvendo parentes embriagados.).Acho que a polícia deveria ser mais eficaz e eficiente,se modernizar,honrar a sua farda e sua pátria,expulsar membros infiltrados e corruptos e combater é o contrabando de armas e desarmar os traficantes,eles sim são criminosos! Mas,com essa política e com a maioria da população se contentando,se deixando manipular,fica difícil acreditar numa realidade melhor. "QUANTO MAIOR É A IGNORÂNCIA,MAIOR É O CONTROLE!!!" Acorda,Brasil!!!

18/05/2013 15:37:03, Mayara Alcântara

a utopia do proibir

Concordo com o ponto de vista de que proibir o uso de qualquer substancia interfira no direito à liberdade do individuo. O que acontece, porém, não é a lesão ao direito de escolher e sim ao direito de não ser punido por suas escolhas. Sinceramente, nunca vi alguém deixar de fazer alguma coisa simplesmente por ser contra a lei. Pessoas fazem ou deixam de fazer coisas, quaisquer que sejam, em virtude de suas crenças, vontades e ideologias. Se alguém deixa de fazer algo por ser contra a lei, o faz por trazer consigo o ideal de que não se deve infringir as regras.E não pela proibição em si. Outro ponto a ser considerado é a diminuição dos índices de criminalidade,que tem seus números aumentados dia após dia, principalmente pelos delitos relacionados aos entorpecentes; ora se uma conduta deixa de ser fato típico aqueles que a praticam deixam de ser criminosos.Tão simples como dois mais dois são quatro. Quando se diz a palavra usuário de entorpecentes o que vem a mente são pessoas doentes e que podem ser consideradas o modelo do fracasso. Será isso mesmo? E razoável diferenciar o dependente químico do usuário recreativo, assim como se diferencia o alcoólatra daquele que bebe socialmente. Com a legalização estaríamos todos livres do tráfico e suas consequências, que são muito mais danosas que o uso de qualquer substancia, lícita ou ilícita.

20/05/2013 15:48:29, Yara

Questão de ponto de vista

O crack ,heroína e outras drogas pesadas são frutos do narcotráfico. A única razão para os traficantes é o lucro, portanto desenvolver drogas cada vez mais viciantes é uma ideia brilhante. De maneira improvisada e sem critérios científicos os traficantes trabalham em seus laboratórios de fundo de quintal,criando aberrações como o crack.Se tivéssemos uma cultura de drogas recreativas legais desenvolvidas por laboratórios sérios com critérios rigorosos de comercialização, com certeza teríamos menos danos.Porem a ideia vem sido denegrida há anos pela proibição ,que gerou um preconceito gigante que agora estamos começando a supera-lo.Não podemos de maneira alguma retroceder.

24/05/2013 02:47:05, Claudeir

ACORDA BRASIL

Parabéns Marcus Meira (2º comentário). Falou exatamente tudo o que eu penso. Parece até que fui eu que escrevi...

25/05/2013 03:03:43, André

Legalize Cobrem Imposto e Criem Vacinas

A maconha no Brasil é um Tabú. Assim como vemos criminosos colocando a culpa na maconha por terem cometidos crimes (o que é uma mentira, porque estudos comprovam que o "barato" da maconha é inferior ao principio da embriagues), temos conhecimento de muitas pessoas responsáveis e bem sucedidas que utilizam da maconha desde a adolescência e não utilizam bebidas alcoólicas, nem cigarro, ah e nunca cometeram crimes. O Estado tem sim que legalizar esta droga, como droga recreativa e cobrar impostos e direcionar para o desenvolvimento de uma vacina contra drogas mais severas, como o crack, cocaína, talvez bloqueando os neuros transmissores-receptores. O que tem que acontecer mesmo é PUNIR COM mais rigor quem comete crime neste país.Colocar a culpa na droga é fácil. É O ÚNICO PAÍS NO MUNDO EM QUE O CRIME COMPENSA. (AUXILIO RECLUSÃO, SAÍDA BOM COMPORTAMENTO, PROGRESSÃO DE REGIME E ETC).É tanto beneficio que parece Brasilia. Então Legalizem somente a Maconha, façam uma experiencia, já que os diversos estudos sobre esta droga apontam mais pontos positivos do que negativos.

03/06/2013 20:29:27, Fabricio

quero paz

eu nao sei de nada sou leigo nesse assunto , mas pelo que eu vejo as mortes que acontesse no brasil por causa das drogas nao,e realmente por causa delas mas sim do dinheiro . infelizmente e ele que e o grande vilao da historia. se uma pessoa vai por caminhos das drogas seja por interesses de esperimentar , pe da vida ou outros a, realidade que ela foi e pra parar , e dificio pois o organismo viciou ai que comeca o disispero dele e oas que esta em sua volta ... ele rouba ele endivida e faz tudo por causa do vicio. e se ele encontrasse essa droga em qualquer esquina e a preco de cigarro sera que tinha assacinato . creio eu nao pois se ele nao aguentar a pressao do organismo ele simprismente inha na esquina e saciava inha ter morte claro que nao.nao tinha morte de traficante dominando territorio , nao tinha morte de individamento e tantas outras assim no meu ver acabou a concorrencia nao pela droga mas, sim pelo dinheiro que banca ela .amigos sem saber das consequencia que vai dar eu acho que se o brasil liberar em geral o consumo dela como o do alco e - com algumas restricoes -teremos menas morte .ate que prove o contrario , eu sou a favor da liberacao das drogas .-- lembrando e so deus que sabe o que e melhor .thal fique com deus.... fuiiiiii

07/06/2013 17:45:09, gilmar

Pensem antes de falar !!

Que sociedade normal direita e responsável e essa que utiliza do preconceito pra diminuir as pessoas ??? Sinceramente , dependentes ? Se fossemos classificar como dependentes todos seriam , pq até remédios sao drogas , tem gente que depende de remédio pra sobreviver e nem por isso sao taxadas de dependentes , respeito a opinião de muitos aqui , mais ngm e obrigado a concordar com tudo , e eu nao concordo com esse preconceito , só que vamos analisar a realidade que vivemos e depois abrir a boca pra falar merda , tem gente que ta lendo revista e vendo jornais sensacionalistas demais, cuidado , pq nem tudo que você lê e de verdade ta ? Nao deixe com que jornais , revistas formem a sua opinião , a molde você mesmo , veja no que acredita e a construa .......

14/06/2013 12:57:50, Júlia

Maconha mata? desde quando?

O dia que encontrarem um atestado de óbito que a causa da morte seja por uso de MACONHA favor me avisarem, pois sou Médico e nunca vi nada parecido, tenho 73 anos, fumo maconha desde os 15, planto minha propria maconha porque os prensados que tem por ai sao bosta de cavalo que o maconheiro paga caro ainda, se cada um plantasse o que consome adeus traficantes, tenho 3 faculdades, mestrado, doutorado, e nunca me senti um bandido por fumar maconha, tenho 5 filhos, discutimos abertamente sobre isso, meus parentes tambem fumam, meu casamento, meu trabalho, minha vida, nada disso mudou, falam que a maconha abre brecha pra drogas mais fortes, isso é mentira, é coisa de quem nao sabe do que ta falando, senso comum, nao tem opiniao propria e nao procura obter conhecimento, alcool,a cerveja se ingerida em pouca quantidade nao faz mal, porem em grandes quantidades faz o estrago que sabemos, entao quem toma cerveja fica suscetivo a ingerir Absinto que é bem mais forte que cerveja? isso nao tem nada a ver, abre a mente brasil!

26/06/2013 00:38:34, Bruno

Drogas, sucesso financeiro

Senhores, A questão é mais profunda. Quem estaria interessado na proibição das drogas? Quantos estão lucrando com esta proibição?Quantos presos acusados por tráficos estão presos?(Dinheiro Público)E quanto dinheiro gastos no combate?Acabou com o usuário? nem a maior potência mundial que investiu cerca de um (Trilhão de Dólares) no combate e não consegue acabar. Acorda Brasil, precisamos de um plebiscito urgente informando os prós e contra sem demagogia ideológica e religiosa.

26/06/2013 21:04:49, José Neto

o trafico da droga....

poxa vida...discuti-se tanto a legalização da maconha. eu vos pergunto sabe por que ha o trafico dessa droga? eu sou moradora de favela, a maioria dos jovens entram na trafico porque não ha politicas publicas voltadas para nos jovens. você sabe o e que não ter nemhum, trabalho digno para ajudar uma mãe desempregada?não poque vocês nao sabem da nossa realidade? ou nao querem ajuda-nos? e complicado... a legalização da maconha por vista é boa, mas e o meus vizinhos e so lhe deram o caminho da trafico ? peço anteciosamente que haja uma verdadeira analise para esse assunto tao importante

27/06/2013 10:42:18, Dutra
Faça seu comentário