Ana Amélia defende "resgate da credibilidade do Senado"

08/11/2010 15:07:43

Transparência e austeridade no exercício do mandato são compromissos da senadora eleita Ana Amélia Lemos (PP-RS), que falou em entrevista à Agência Senado após visitar a Secretaria Especial de Comunicação Social do Senado, nesta segunda-feira (8). A senadora, que recebeu 3,4 milhões de votos, disse que vai abrir mão do auxílio-moradia a que têm direito os parlamentares e que não vai preencher todos os cargos de livre nomeação em seu gabinete.

- A imagem da instituição está diretamente ligada ao comportamento dos parlamentares. É preciso resgatar a credibilidade do Senado abalada pelo caso dos atos secretos - disse.

A senadora disse também que a qualidade da representação parlamentar pode melhorar com a aprovação de pontos da reforma política, como o financiamento público de campanhas e o voto distrital misto.

- É preciso impor limites para a participação de governos e entidades como sindicatos nas campanhas. São recursos que não entram na contabilidade oficial - afirmou.

Ana Amélia afirmou ainda que pretende defender uma nova repartição dos recursos tributários. A situação atual, que destina 60% do bolo tributário à União, 25% aos estados e 15% aos municípios, além de injusta do ponto de vista federativo, fragiliza a democracia, avaliou a senadora.

Ana Amélia se posicionou contra o retorno da CPMF. Para ela, o problema da saúde é de gestão dos recursos.

- No período da CPMF, os recursos arrecadados não foram devidamente aplicados - salientou.

A senadora disse que o governo usa de esperteza ao associar a votação do texto que regulamenta a chamada Emenda 29 (emenda constitucional que assegura recursos para a saúde) à aprovação da nova CPMF.

Marco Antonio Reis / Agência Senado